Blog

As calhas são elementos de suma importância em uma edificação. Afinal, seu papel é proteger o imóvel de infiltração por meio da coleta e direcionamento da água de chuva para longe dos telhados ou para um reservatório – nos casos em que há um sistema de reaproveitamento dessa água.

Para que o seu funcionamento permaneça sempre perfeito, a manutenção das calhas deve ser feita periodicamente. A manutenção é simples e consiste em manter as calhas limpas, livres de folhas, galhos e qualquer outro objeto. 

Como saber se as calhas precisam de manutenção?

Para saber se as calhas estão precisando de limpeza, é necessário verificar como o fluxo de água escoa por elas. Por isso, em dias de chuva forte, fique de olho para conferir se a água está sendo conduzida adequadamente pelos tubos de descida. Se a água não cai ou cai muito fraquinha, sinal de que a calha está obstruída e, nesse caso, é essencial realizar a limpeza adequada. 

O acúmulo de água nas calhas pode provocar grandes problemas, como a proliferação de mosquitos da dengue, além de vazamentos pelo telhado e infiltração nas paredes.

1. Defina a frequência da limpeza

Para garantir que as calhas estejam sempre limpas, defina a frequência com que a limpeza será feita. De 3 em 3 meses é um bom número. Se o imóvel estiver localizado em regiões onde há muitas árvores ou ventos fortes, as calhas tendem a ser obstruídas com mais facilidade e, nesse caso, talvez seja necessário diminuir o intervalo entre uma manutenção e outra.

2. Tenha uma boa escada

Definida a frequência com que a manutenção será feita, é hora de separar as ferramentas necessárias para a realização do trabalho, começando pela escada. Como a escada será posicionada junto ao beiral do telhado, é importante que seja alta o suficiente e, ao mesmo tempo, ofereça estabilidade e segurança enquanto a limpeza é feita. Evite acidentes!

3. Providencie ferramentas que facilitem o trabalho

Depois de posicionar a escada corretamente e subir os degraus até a altura das calhas, a próxima etapa é a execução da limpeza, ou seja, remoção de toda a sujeira que está bloqueando a passagem de água. Essa sujeira é composta, normalmente, de folhas e galhos de árvore. 

Para fazer isso de forma segura, utilize luvas de borracha, uma pá de plástico ou pincel e também um balde. Dessa forma, conforme a sujeira é recolhida, despeje-a dentro do balde para, posteriormente, descartar.

4. Use uma mangueira para remover resíduos menores

Toda a sujeira foi recolhida? Ótimo! Sinal de que a parte mais trabalhosa da manutenção já acabou. O próximo passo é acabar com as sujeirinhas menores, normalmente pequenas folhas, frutos e poeira. Como não é possível fazer isso com as mãos, utilize uma mangueira com boa pressão, introduza em cada um dos condutores da calha e dispare jatos de água até que tudo esteja bem limpo.

Não quer se arriscar? Conte com um profissional!

Apesar de ser um trabalho que não demanda muito conhecimento técnico, fazer a manutenção de calhas por conta própria pode ser perigoso, pois, todo o trabalho acontece a uma altura de, no mínimo, 2 metros do chão. Nesse caso, aqueles que não possuem habilidade no manuseio de escadas, ou que não querem se arriscar fazendo esse tipo de serviço, podem contar com o auxílio de um profissional especializado. Essa é a maneira mais segura de manter as calhas sempre limpas e em pleno funcionamento!

Deixe uma resposta

Open chat
Powered by