Blog

As calhas são itens fundamentais em uma edificação – isso não é segredo para ninguém. Em um país tropical como o Brasil, com alto índice de chuvas durante boa parte do ano, é necessário proteger o imóvel de toda essa água. É para isso que as calhas servem.

Contudo, para cumprir o seu papel na coleta e correto direcionamento da água das chuvas, é preciso ter atenção na hora da limpeza! As calhas podem sujar, entupir e isso pode fazer com que elas percam a sua função principal. 

Confira a seguir uma lista contendo 4 segredinhos sujos sobre a indústria de calhas, e entenda tudo sobre a relação entre calhas e sujeira.

1. A manutenção periódica é o segredo das calhas perfeitas

Não pense que basta ter calhas devidamente instaladas para se livrar do problema de infiltração. É preciso realizar a manutenção periódica para que o seu funcionamento esteja sempre em dia. Do contrário, a água vai acumular nos telhados e pode sim infiltrar no teto e paredes.

A manutenção é simples e consiste em retirar folhas, galhos e qualquer outro tipo de objeto estranho que esteja bloqueando a passagem da água. A recomendação é que esse tipo de trabalho seja feito por profissionais especializados, pois é necessário subir até a altura da calha e manusear ferramentas para a limpeza. Quem não está habituado a fazer isso pode acabar se acidentando.

 

2. Calhas entupidas podem virar foco de dengue

Segundo o Ministério da Saúde, em 2019 o número de casos de dengue aumentou 600%. Como bem se sabe, o mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, precisa da água parada para se multiplicar. 

Ao visualizar um ponto onde há água limpa e parada, o mosquito bota ali os seus ovinhos e dentro de 10 dias, as larvinhas viram novos mosquitos, potenciais transmissores de doenças.

Toda essa explicação foi dada para alertar que calhas entupidas podem, além de prejudicar a construção, virar foco de dengue. Isso porque com o acúmulo de água de chuva, os mosquitos encontram o ambiente perfeito para depositar os seus ovinhos.

 

3. A infiltração pode provocar danos irreparáveis na estrutura

Manchas, bolhas, descolamento de tinta e rachaduras provocadas pela infiltração representam bem mais do que um incômodo estético. É comum que moradores não deem a devida atenção a isso, mas especialistas alertam: infiltração pode comprometer a estrutura.

De forma isolada, a infiltração de fato é quase inofensiva. Quase. Mas no conjunto da obra, a água pode entrar em contato com as estruturas metálicas da construção, acelerar a oxidação, provocar a corrosão dessas peças e, eventualmente, ser responsável por danos estruturais.

Quem diria que um probleminha de entupimento de calhas por falta de limpeza adequada poderia causar tudo isso, não?! 

 

4. A melhor hora para fazer limpeza das calhas é antes do verão 

Na primavera e no verão, o clima costuma ficar mais úmido do que no inverno, o que significa maior número de chuvas. Quanto mais chuvas, maior também a necessidade de estar com as calhas em perfeito funcionamento. Afinal, seu papel é coletar e conduzir essa água para que não haja infiltração no telhado e nas paredes.

Então, se a última manutenção das calhas foi feita há muito tempo, é hora de providenciar uma nova limpeza

Alguma dúvida sobre a importância da limpeza regular das calhas da sua casa ou imóvel comercial? Por último, vale destacar que a frequência da limpeza depende da quantidade de folhas e galhos que se acumulam no seu telhado. Em locais mais arborizados, o intervalo entre uma manutenção e outra deve ser menor.

Entre em contato com a nossa equipe e solicite um orçamento desse serviço!

Deixe uma resposta

Open chat